Tags

, , , , , ,

Mariana Marques Photography

Ainda me restam dois meses de gravidez, e sei que a circunferência da minha barriga tem muito que aumentar neste meio tempo. Mas é interessante observar as mudanças que acontecem na barriga da grávida.

Muito mais que crescer simplesmente, na gravidez a barriga estica, endurece, o umbigo salta, surge uma tênue linha negra vertical na pele (chamada de linea nigra) e você ainda consegue ver várias veinhas coloridas na lateral da cintura por conta do tecido tão estendido. Além disso, a medida que a barriga cresce, você vai perdendo seu ponto de equilíbrio – e subir na cadeira para pegar algo em cima do armário passa a ser uma aventura das maiores. Resumindo: é um fenômeno. Que tenho adorado acompanhar e observar, todos os dias, diante do espelho, antes de entrar no banho.

Até aqui, percebi que minha barriga de grávida passou por três fases de transformações. Claro que isso varia muito de mulher para mulher, mas conto como tudo aconteceu e está acontecendo comigo.

Fase 1 – A barriga do primeiro ao quarto mês de gravidez

Seja porque eu comia feito uma maluca, ou porque a gravidez faz isso com a gente, a impressão que eu tinha era que eu tinha acabado de sair de uma churrascaria. Barriga gordinha e estufada, mas não o bastante para se parecer com uma barriga de grávida. Você se olha no espelho e se sente muitas coisas (feia, gorda e inchada são algumas delas), mas ainda não se sente uma grávida. Confesso que foi um período meio negro da gravidez: enjoos constantes, sono mortífero e mal-humor elevado. Definitivamente, não foi minha melhor fase. Mas passou! Vamos à próxima.

Fase 2 – A barriga do quarto ao sétimo mês de gravidez

Acho que é o período mais tranquilo e bonitinho de toda grávida. A barriga já está com cara de barriga de grávida, mas a pele não está tão esticada e o bebê não pesa tanto. É uma barriga pequenina, arredondada e que pouco incomoda. Meus enjoos foram embora, minha disposição voltou e o bebê começou a chutar – e isso faz com que tudo mude. É quando sentimos que tem mesmo gente ali dentro. Você passa a se afeiçoar por sua barriga, estando ela balofa ou bonitinha, e a acaricia o dia todo, mesmo sem perceber.

Fase 3 – do sétimo mês em diante

Se antes a barriga estava graciosamente redonda, agora podemos dizer que ela está graciosamente a ponto de explodir. De repente, você a sente totalmente esticada, a tal da linea nigra fica bem evidente e você sente o bebê muito mais perto da superfície da pele. Ele mexe com mais frequência e força, fazendo “montinhos” mais elevados e duros por onde encosta. A partir destes montinhos, conseguimos identificar mais ou menos onde está – e não tem nada mais fofo do que apalpar os montinhos da Maria Beatriz. É uma fase gostosa, porque sentimos tudo com muito mais intensidade. Mas é também incômoda – a barriga pesa e dificulta qualquer tipo de movimento: sentar, agaixar, deitar, andar… Mas acho que nossa magnífica “Mãe Natureza” é mesmo perfeita. Você se olha no espelho e, não me pergunte como, sente carinho e afeição por sua nova imagem, mesmo sabendo que está um tanto elefantinha. De certa maneira, você desenvolve uma camaradagem consigo mesma. E consegue ver a beleza da coisa mesmo em meio a tantos incômodos.

Por enquanto, isso é tudo, pessoal. Mas nossa bebê há de crescer – e eu hei de contar minhas novas descobertas por aqui ;)

Beijo!

Sofia ♥